Todo paciente que apresentar mudanças frequentes na prescrição de óculos, diminuição na tolerância ao uso de lentes de contato e miopia/astigmatismo moderado a alto, deve procurar um oftalmologista para exames mais detalhados. Isso pode significar o ceratocone, especialmente em indivíduos abaixo dos 18 anos.

O ceratocone é um doença progressiva, que acomete a córnea, ocasionando afinamento central ou paracentral, geralmente inferior, resultando no abaulamento anterior da córnea, no formato de um cone. A apresentação é geralmente bilateral (nos dois olhos) e assimétrica (mais severo em um olho).

Trata-se de condição encontrada em todas as raças, com prevalência que varia de 4 a 600 casos por 100.000 indivíduos. História familiar está presente de 6 a 8% dos casos. Acomete mais o sexo masculino.

Seu aparecimento mais comum ocorre na puberdade, geralmente entre os 13-18 anos de idade, com progressão por aproximadamente 6 a 8 anos. Após este período, a doença tende a permanecer estável.

O ceratocone pode estar associado a doenças sistêmicas como as síndromes de Down, Turner, Ehlers-Danlos, Marfan, além de atopias (alergias), osteogênese imperfeita e prolapso da válvula mitral.

Condições oculares às quais pode estar relacionado são a ceratoconjuntivite vernal (alergia), aniridia, amaurose congênita de Leber e retinose pigmentar.

O hábito de cocar os olhos é um importante fator de risco. Crianças e adolescentes que tem esse costume, podem desenvolver e/ou piorar a doença!

O tratamento das fases iniciais é feito com óculos e lentes de contato. O implante do anel intraestromal (anel de Ferrara) pode melhorar a acuidade visual em pacientes bem selecionados. Quando a doença está em progressão, o cross-linking é a cirurgia mais indicada para estabilizar o quadro e evitar uma queda maior da visão. Em casos mais avançados, pode haver a necessidade do transplante de córnea.

Dr. Rodrigo Espíndola
Oftalmologia


Membro do Conselho Brasileiro de Oftalmologia (CBO). Membro da Sociedade Brasileira de Catarata e Cirurgia Refrativa (BRASCRS).



Agende sua consulta
Compartilhe com um amigo(a)










Enviar
Compartilhe com um amigo(a)










Enviar
Compartilhe com um amigo(a)










Enviar